Entrevista de Cosme Massi para o periódico do Jornal Ciência Espírita.

Periódico Jornal Ciência Espírita que visa resgatar o aspecto científico da Doutrina Espírita, entrevista Cosme Massi.

Como foi seu encontro com o Espiritismo? Em que ano?

Conheci o Espiritismo ainda na juventude, no ano de 1972.

Qual é o conceito mais adequado do espiritismo em sua opinião?

São dois conceitos, aqueles que Allan Kardec apresenta no Preâmbulo da obra “O que é o Espiritsmo?”:

  1. “O Espiritismo é, ao mesmo tempo, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência prática ele consiste nas relações que se estabelecem entre nós e os Espíritos; como filosofia, compreende todas as consequências morais que decorrem dessas mesmas relações.”
  2. “O Espiritismo é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos Espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal.”

Qual é o grande desafo do espiritismo hoje?

Ser divulgado e compreendido a partir das obras de Allan Kardec. São 22 livros que precisam ser conhecidos e estudados por aqueles que desejam aprender o que é o Espiritismo.

Acabamos de passar pelo aniversário de Kardec, qual é a importância de Kardec para a atual situação que passamos no movimento espírita?

Kardec é um dos criadores do Espiritismo, juntamente com os Espíritos que o ajudaram na elaboração da doutrina espírita. Ele foi o Espírito Superior encarnado que melhor compreendeu e expressou em linguagem simples e profunda os pensamentos do Espirito de Verdade e de seus discípulos. Os textos de Kardec, seus 22 livros, apresentam de forma clara toda a estrutura científica e filosófica do Espiritismo. A consistência lógica, a explicação científica dos fenômenos espíritas, a argumentação e a metodologia adotada colocam as obras de Kardec no mesmo nível das grandes produções científicas e filosóficas de todos os tempos.

Qual é o papel da filosofa espírita?

Responder de forma consistente as principais questões filosóficas a cerca do que é o homem, sua natureza espiritual, sua origem e seu destino futuro. Nenhuma filosofia antes de Kardec apresentou respostas tão completas e tão bem apoiadas numa genuína ciência da alma. As consequências filosóficas da ciência espírita permitem uma mudança radical no ponto de vista do homem a cerca da sua vida na Terra. Sua verdadeira e definitiva vida é a vida como Espírito imortal. A vida material é apenas um breve estágio na sua caminhada evolutiva.

Diante de tantos avanços e conquistas nas ciências, como fica a ciência espírita?

Fica do mesmo jeito tal como foi proposta por Kardec. A construção da ciência espírita apresentada por Kardec é sempre atual. Como Kardec já tinha observado, o Espiritismo não é da alçada da Ciência. As ciências ordinárias tratam da matéria e seus efeitos. O Espiritismo tem como objeto de estudo a alma imortal. Enquanto as ciências negarem a existência do Espírito e considerarem que o homem é apenas um corpo que pensa, elas não se ocuparão do Espiritismo e este em nada dependerá delas para o seu desenvolvimento.

A ciência espírita continua atual e seu método ainda tem validade?

Sim, como toda ciência bem construída e cujas leis continuam explicando todos os fenômenos espíritas observados. O Espiritismo é uma ciência de observação e dentro do seu domínio de fenômenos nenhum princípio novo precisou ser formulado para dar conta desse domínio. Ele permanece atual, passados mais de 150 anos de sua formulação precisa por Kardec.

Como fazer ciência espírita hoje?

Seguindo o programa de pesquisa que constitui a ciência espírita e que se encontra plenamente formulado nas obras de Kardec. Toda ciência, como um programa de pesquisa progressivo, contém em si mesmo os caminhos que deverá percorrer para o seu desenvolvimento. Ciências que não tenham regiões de fronteira não precisam umas das outras para se desenvolverem. É um erro metodológico achar que as contribuições das ciências materiais modernas, como a física por exemplo, possam ser utilizadas no desenvolvimento do Espiritismo. Quem quiser contribuir para o progresso da ciência espírita deve, primeiramente, compreender com profundidade o pensamento dos Espíritos formulado nas obras de Kardec, para poder, seguindo as orientações do paradigma proposto nessas obras, avançar nos estudos a cerca dos Espíritos e suas relações com os homens.

Qual sua opinião acerca do sincretismo no movimento espírita brasileiro?

Esse sincretismo é o resultado da falta de estudos e compreensão das obras de Kardec. Seus textos são tão claros que não permitem interpretações conflitantes. Ele mesmo vai dizer na Revista Espirita que sempre buscava explicar com clareza todos os princípios espíritas e suas principais consequências para que não houvesse margem para interpretações contraditórias.

O cientificismo nas sociedades espíritas se estagnou devido a aspectos culturais ou outros motivos?

Talvez seja o resultado daquilo que já disse antes, a falta de estudos mais profundos da obra de Kardec. Enquanto não se compreender com clareza e profundidade o paradigma, ou o programa de pesquisa progressivo, proposto nas obras de Kardec, não se pode pretender o desenvolvimento da ciência espírita.

Como poderemos preterir o respeito da comunidade científica perante a ciência espírita?

A comunidade científica saberá dar o respeito devido à ciência espírita quando conhecer e estudar as obras de Kardec. Por isso, penso que o melhor caminho seja o de divulgar e explicar essas obras notáveis. Kardec fala por si mesmo. Seus textos, quando estudados, são o melhor exemplo de como é possível propor uma genuína ciência da alma. Por outro lado, não vejo que seja necessário o aval da comunidade científica. O Espiritismo e os espíritas não dependem desse aval, nem para o seu desenvolvimento, nem para a sua compreensão e prática. Todos aqueles que estudam e compreendem o pensamento de Kardec sabem da sua real importância para a própria vida. Cabe a cada um de nós, espíritas, compreender Kardec para viver Kardec.

Obrigado,
COSME MASSI


Todos os nossos produtos são criados para estudiosos da Filosofia Espírita e baseiam-se nas obras e pensamento de Allan Kardec. Todos os valores arrecadados são destinados ao Instituto IDEAK (Instituto de Divulgação Espírita Allan Kardec).

Este é um projeto: IDEAK | KARDECPEDIA | KARDECPlay