Entrevista de Cosme Massi para o Jornal Espírita Alavanca

A Revista Espírita nos oferece os melhores exemplos de como praticar o Espiritismo, em nossos lares ou nas casas espíritas. Nela, o Espiritismo é praticado de forma ampla. Dando-nos exemplos claros de como realizar as reuniões espíritas, de como lidar com os Espíritos, de como aprender com eles, de como examinar suas mensagens, de como explicar certos fenômenos, de como funciona o movimento espírita da época e assim por diante. Veja entrevista completa com Cosme Massi.

Publicação original de Jornal Espírita Alavanca | Edição N. º 509 – Ano 51 União das Organizações Espíritas Intermunicipal de Campinas – USEIC Abril/15 – Maio/15


Entrevista com Cosme Massi

Nosso entrevistado é Doutor e Mestre em Lógica e Filosofia pela UNICAMP e graduado em Física pela UFRJ. Escritor, palestrante e estudioso da ciência e filosofia espíritas baseadas em Allan Kardec há mais de 30 anos. Foi professor universitário, pró-reitor e diretor de diversas universidades no Brasil. Ganhador do prêmio Moinho Santista em Lógica e Matemática. É criador de tecnologias e sistemas educacionais. Idealizador e participante do IDEAK – Instituto de Divulgação Espírita Allan Kardec.

Onde nasceu e como se tornou espírita?

Nasci na cidade de Três Rios, RJ. Aos 14 anos, conheci o Espiritismo por intermédio de meu irmão, o primogênito da família, que me fez o convite para frequentar as reuniões de estudo no Grupo Espírita Fé e Esperança.

Desde cedo, já durante a escola primária, gostava das ciências e da matemática.

Por que estudou Física? Ela o ajudou a entender melhor o Espiritismo?

Deste cedo, já durante a escola primária, gostava das ciências e da matemática. Quando estava no ensino médio, naquela época denominado científico, tomei contato com a Física. Como já gostava muito de matemática, percebi as relações entre essas duas ciências e assim a decisão de estudar Física foi uma consequência natural.

Quando você veio para Campinas, em 1981, para seu mestrado na UNICAMP, você frequentou o Grupo de Estudos Espíritas da UNICAMP (GEEU)*. Conte um pouco sobre sua passagem por ele e se ele o influenciou de alguma forma.

Foi muito importante para mim a passagem pelo GEEU. Ali mantive contato com vários colegas que estudavam o Espiritismo de forma mais dedicada e profunda. Sempre gostei de estudar as obras de Kardec, mas era uma enorme alegria encontrar um grupo de pessoas com boa formação intelectual e acadêmica que também gostasse de Kardec. As amizades conquistadas naquelas reuniões demonstram como o Espiritismo pode contribuir para o crescimento dos verdadeiros laços do coração.

Com o conhecimento que você tem do Espiritismo e da Física, como você pensa que o plano espiritual e o plano material interagem? Você pensa que ainda está muito longe uma teoria que explique essa interação?

O Espiritismo, tal como formulado nas obras de Kardec, nos fornece os elementos para a compreensão dessas interações. Claro que a “mecânica” ou a “física” dessas interações poderá surgir no futuro, quanto ambas as ciências, a Física e o Espiritismo, ampliarem as suas regiões de fronteira. Não há necessidade, no entanto, de esperarmos que isso aconteça, para extrairmos os benefícios que o Espiritismo nos oferece hoje. Com tudo o que Kardec nos legou, a ciência espirita já é madura o suficiente para o estudo aprofundado dos Espíritos e suas interações com os homens. Penso que o mais importante já nos foi legado por Kardec: as consequências morais que decorrem da ciência espírita. Tais consequências morais, se colocadas em prática, são suficientes para o progresso e a felicidade dos homens, na Terra e na vida espiritual.

Nosso querido amigo Sílvio Chibeni diz que é na Revista Espirita que vemos “Kardec em ação”. Isto é, resolvendo problemas, sugerindo soluções, orientando estudos etc. Parece que Kardec pensou em tudo o que se refere à Doutrina e lá detalhou todos os procedimentos. Você também pensa que poderíamos ter aprendido muito com ele, e assim evitado vários dos problemas que hoje afetam negativamente o movimento se também estudássemos a Revista Espírita?

Concordamos plenamente com o nosso querido amigo, Silvio Chibeni. A Revista Espírita nos oferece os melhores exemplos de como praticar o Espiritismo, em nossos lares ou nas casas espíritas. Nela, o Espiritismo é praticado de forma ampla. Dando-nos exemplos claros de como realizar as reuniões espíritas, de como lidar com os Espíritos, de como aprender com eles, de como examinar suas mensagens, de como explicar certos fenômenos, de como funciona o movimento espírita da época e assim por diante. Isto é, orientações práticas de como o Espiritismo deveria ser praticado e vivido pelos espíritas. Todos os que participamos do movimento espírita devemos estudar essas práticas para aprender a fazer com Kardec. O movimento espírita terá muito a ganhar se seguir as orientações propostas na Revista Espírita.

Como surgiu a ideia de fundar a editora Nobiltà?

A Nobiltà foi ideia da sua diretora Lilian Ramos Massi. Lilian, minha querida esposa, ao perceber que estávamos respondendo muitas perguntas por e-mail, de dúvidas sobre as obras de Kardec e sobre Espiritismo, teve a feliz ideia de que deveríamos fazer com que os nossos estudos pudessem ter maior alcance. Começamos então a colocar em vídeos e textos esses estudos. Logo percebemos que outros autores também poderiam dar suas contribuições para ensinar Kardec. Assim nasceu uma editora especializada em explicar Kardec e o Espiritismo para todos.

Porque uma editora focada em Allan Kardec?

Allan Kardec é o criador da palavra “Espiritismo” para designar a doutrina por ele apresentada nas obras fundamentais do Espiritismo. A doutrina espírita é a expressão dos ensinos dados pelos Espíritos Superiores, mas as obras de Kardec são as que melhor expressam esses ensinos. Estudar as obras de Kardec com profundidade é o caminho mais seguro para se compreender o Espiritismo. Muitas editoras existem para a divulgação do Espiritismo. Poucas se concentram em Allan Kardec.

Nosso objetivo é focar exclusivamente em livros, DVDs e outros materiais que explicam o pensamento e as obras de Allan Kardec, utilizando-se dos recursos das ciências e da filosofia. Nossos autores se dedicam principalmente a mostrar a profundidade e a atualidade das obras de Kardec.

Porque “Nobiltà”?

A palavra “Nobiltà” é uma palavra italiana que significa nobreza. E s colhemos o nome “Nobilta”, juntamente com o slogan “Nobreza obriga” para, por um lado, expressar nosso compromisso com a fidelidade ao pensamento de Allan Kardec, por outro lado, lembrar da importância dessa frase em vários contextos da obra de Allan Kardec, principalmente no uso que ele faz dela para analisar as mensagens recebidas dos Espíritos. Assim, se o nome utilizado por um Espírito ao ditar uma mensagem for de alguém muito elevado, a mensagem, tanto no conteúdo, quanto na forma, deve também expressar um pensamento elevado e profundo.

Qual é a produção da Nobiltà?

A Nobiltà apresenta duas grandes coleções de livros e DVDs:

  1. Filosofia Espírita – livros e DVDs sobre temas da filosofia espírita que de alguma forma se relacionam com temas da própria filosofia. Assim, a filosofia pode ser utilizada na análise e na interpretação das obras de Kardec
  2. Compreender Kardec – livros e DVDs que explicam as obras de Kardec com profundidade, fazendo uso dos recursos das ciências e da filosofia.

E sobre o livro “A ordem didática de O Livro dos Espíritos”?

Nesse livro, procuro dar repostas para algumas perguntas sobre a ordem didática dessa principal obra de Kardec. Por que a obra foi dividida em quatro partes? Como entender a ordem dada aos capítulos de cada uma das partes? De que forma se pode agrupar as dez leis morais da terceira parte? Por que a segunda parte é o estudo mais completo sobre as relações dos Espíritos com o mundo corporal? São perguntas fundamentais, cujas respostas nos levam a entender a ordem dada a todos os capítulos e itens que compõem a mais importante obra de Kardec. Assim, o leitor poderá aprender a identificar e a localizar um tema qualquer dentro do livro de Kardec. O estudioso de “O Livro dos Espíritos” vai descobrindo que além de profundo, ele foi estruturado para dar origem a todas as outras obras de Kardec.

Quais são os novos lançamentos da Nobiltà?

Ainda no mês de abril deste ano de 2015, a Nobiltà lança a obra “Sabedoria Espírita: aprendendo a viver melhor com Allan Kardec”, de Daniel de Araújo Lima. O autor estuda as contribuições dos filósofos, nas diversas áreas da filosofia, procurando mostrar, por um lado, como a filosofia pode ajudar na compreensão do pensamento espírita, e, por outro lado, como o Espiritismo pode oferecer respostas para questões fundamentais da filosofia.

O grande filósofo alemão Immanuel Kant afirma na sua obra monumental, A Crítica da Razão Pura, que cabe à filosofia responder as seguintes três interrogações: 1. Que posso saber? 2. Que devo fazer? 3. Que me é permitido esperar?

Essas questões fundamentais propostas por Kant servem de mote para este livro de Daniel. Ele encara de frente e com a ajuda de vários pensadores o seguinte desafio: “Como o Espiritismo poderia fornecer respostas para essas três questões fundamentais da filosofia?”.

  • Nota do Editor: graças aos esforços do inestimável amigo Sílvio Chibeni, o GEEU está ativo há 36 anos na UNICAMP.

Publicação original de Jornal Espírita Alavanca | Edição N. º 509 – Ano 51 União das Organizações Espíritas Intermunicipal de Campinas – USEIC Abril/15 – Maio/15


Todos os nossos produtos são criados para estudiosos da Filosofia Espírita e baseiam-se nas obras e pensamento de Allan Kardec. Todos os valores arrecadados são destinados ao Instituto IDEAK (Instituto de Divulgação Espírita Allan Kardec).

Este é um projeto: IDEAK | KARDECPEDIA | KARDECPlay