23 obras de kardec

23 Obras de Allan Kardec, o fundador do Espiritismo. Conheça cada uma delas!

No dia 31 de março de 2020 recordamos os 151 anos da desencarnação de Allan Kardec (Hippolyte Léon Denizard Rivail) e só temos a agradecer por todo o conjunto de seu trabalho. O mestre lionês produziu 23 obras Fundamentais (foram 32 publicações no total) para nos entregar o Espiritismo, essa doutrina lúcida e lógica, a qual possui como premissa fundamental a moralização da humanidade.

Foram mais de 12 anos de escritos e pesquisas, lúcidas, científicas, exaustivas, um verdadeiro primor deixado para todos nós. Para homenagearmos o conjunto da obra de Kardec, resolvemos fazer este post com um resumo sobre cada uma as 23 obras de Allan Kardec para que você possa compreender ainda mais a dimensão deste legado.

As 23 obras de Allan Kardec completas você encontra gratuitamente na KARDECPEDIA.


23 obras de kardec - Desencarnação Allan Kardec

Conheça cada uma das 23 obras de Allan Kardec:

1. O que é o Espiritismo?

Resumo: Ao apresentar este importante livro aos leitores, Kardec afirmou: Este resumo não é somente útil para os iniciantes, que poderão nele, em pouco tempo e sem muito esforço, haurir as noções mais essenciais, mas também o é para os adeptos aos quais ele fornece os meios para responder às primeiras objeções que não deixam de lhes fazer, e, de outra parte, porque aqui encontrarão reunidos, em um quadro restrito, e sob um um mesmo exame, os princípios que eles não devem jamais perder de vista. Contendo ainda: ‘O Espiritismo em sua mais simples expressão’ e ‘Resumo da lei dos fenômenos espíritas’.

Acesse a obra completa de “O que é o Espiritismo” no site da KARDECPEDIA.

2. O Livro dos Espíritos

  • O Livro dos Espíritos , para a parte filosófica, cuja primeira edição foi publicada em 18 de abril de 1857; 

Resumo: Contendo os princípios da doutrina espírita sobre a imortalidade da alma, a natureza dos Espíritos e suas relações com os homens; as leis morais, a vida presente, a vida futura e o porvir da humanidade, segundo os ensinos dados por Espíritos superiores com o concurso de diversos médiuns, reunidos e organizados por Allan Kardec.

Livro dos Espíritos contém a doutrina espírita; como generalidade, prende-se à doutrina espiritualista, uma de cujas fases apresenta. Essa a razão por que traz no cabeçalho do seu título as palavras: Filosofia espiritualista.

Acesse a obra completa de “O Livro dos Espíritos” no site da KARDECPEDIA.

3. O Livro dos Médiuns ou Guia dos médiuns e dos evocadores

  • O Livro dos Médiuns ou Guia dos médiuns e dos evocadores, para a parte experimental e científica (janeiro de 1861); 

Resumo: O Livro dos Médiuns reúne o ensino especial dos Espíritos sobre a teoria de todos os gêneros de manifestações, os meios de comunicação com o mundo invisível, o desenvolvimento da mediunidade e as dificuldades e escolhos que se podem encontrar na prática do Espiritismo, além de precioso vocabulário espírita na sua parte final. De leitura e consulta indispensável para os espíritas, será também valiosa fonte de conhecimento para qualquer pessoa que se interesse pelo fenômeno mediúnico, seja qual for a religião que professe, visto representar o mais completo tratado de Espiritismo experimental até hoje publicado, o manual mais seguro para todos os que se dedicam às atividades de comunicação com o mundo espiritual. Esta obra, portanto, não se destina exclusivamente aos médiuns em geral, mas a todos os que estejam em condições de ver e observar os fenômenos espíritas.

Acesse a obra completa de “O Livro dos Médiuns ou Guia dos médiuns e dos evocadores” no site da KARDECPEDIA.

4. A Gênese, os milagres e as predições segundo o Espiritismo

Resumo: Esta obra é mais um passo dado ao terreno das consequências e das aplicações do Espiritismo. Conforme seu título o indica, tem ela por objeto o estudo dos três pontos até agora diversamente interpretados e comentados: do Evangelho, a Gênese, os milagres e as predições – agora observados em suas relações com as novas leis que decorrem da observação dos fenômenos espíritas.

Acesse a obra completa de “A Gênese, os milagres e as predições segundo o Espiritismo” no site da KARDECPEDIA.

5. O Evangelho segundo o Espiritismo

  • O Evangelho segundo o Espiritismo, para a parte moral (abril de 1864); 

Resumo: Baseado em instruções de Espíritos superiores, sempre registradas nos finais dos capítulos, Kardec explica as máximas morais de Jesus, convidando-nos a vivenciá-las no nosso dia a dia. Expondo com clareza e simplicidade à razão e ao coração, é o livro de cabeceira de milhares e milhares de espíritas. A sua introdução define o objetivo desta obra: abordar exclusivamente o ensinamento moral do Evangelho, pois esse código divino “é, acima de tudo, o caminho infalível da felicidade esperada”.

Esta obra é para uso de todos. Dela podem todos haurir os meios de confortar com a moral do Cristo o respectivo proceder. Aos espíritas oferece aplicações que lhes concernem de modo especial. Graças às relações estabelecidas, doravante e permanentemente, entre os homens e o mundo invisível, a lei evangélica, que os próprios Espíritos ensinaram a todas as nações, já não será letra morta, porque cada um a compreenderá e se verá incessantemente compelido a pô-la em prática, a conselho de seus guias espirituais. As instruções que promanam dos Espíritos são verdadeiramente as vozes do céu que vêm esclarecer os homens e convidá-los à prática do Evangelho.

Acesse a obra completa de “O Evangelho segundo o Espiritismo” no site da KARDECPEDIA.

6. O Céu e o Inferno ou a Justiça divina segundo o Espiritismo

  • O Céu e o Inferno ou a Justiça divina segundo o Espiritismo (agosto de 1865); 

Resumo: Publicado em 1865, O Céu e o Inferno ou a Justiça divina segundo o Espiritismo é uma das obras fundamentais da doutrina espírita e o quarto livro de Allan Kardec.

Qual o destino do homem após a morte física? Quais as causas do temor da morte? O que são o Céu e o Inferno? O que são os anjos e os demônios? Como procede a Justiça divina? Estas e outras questões correlatas são devidamente esclarecidas, na Primeira Parte desta obra, à luz da lógica e dos ensinamentos dos Espíritos. Na Segunda Parte, intitulada Exemplos, Kardec registra numerosas comunicações de Espíritos – classificados por categorias, tais como: felizes, sofredores, arrependidos, endurecidos, suicidas – que exemplificam toda a teoria exposta anteriormente.

Acesse a obra completa de “O Céu e o Inferno ou a Justiça divina segundo o Espiritismo” no site da KARDECPEDIA.

7. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1858

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1858

8. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1859

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1859

9. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1860

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1860

10. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1861

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1861

11. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1862

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1862

12. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1863

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1863

13. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1864

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1864

14. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1865

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1865

15. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1866

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1866

16. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1867

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1867

17. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1868

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1868

18. Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos de 1869

Resumo: A Revista espírita, Jornal de estudos psicológicos, é uma coletânea anual com publicações mensais. De janeiro de 1858 a abril de 1869, portanto durante onze anos e quatro meses de trabalho intensivo, ofereceu-nos, ao vivo, toda a história do Espiritismo, no processo de seu desenvolvimento e sua propagação no século dezenove.

Acesse a obra completa de todas as publicações da Revista espírita de 1858 no site da KARDECPEDIA: Revista espírita 1869

19. O Espiritismo em sua mais simples expressão

Resumo: O Espiritismo na sua mais simples expressão divide-se em três partes (“Histórico do Espiritismo”, “Resumo do ensino dos Espíritos” e “Máximas extraídas do ensino dos Espíritos”) e teve como objetivo popularizar o Espiritismo por meio de uma apresentação sucinta dos princípios da doutrina espírita e do contexto histórico de seu surgimento.

Acesse a obra completa de “O Espiritismo em sua mais simples expressão” no site da KARDECPEDIA.

20. Viagem espírita em 1862

Resumo: Entre os anos de 1860 a 1867, Allan Kardec visitou mais de vinte cidades da França e da Bélgica. Suas impressões sobre essas viagens e suas observações sobre a popularização do Espiritismo deram origem ao livro ‘Viagem espírita em 1862’.

Acesse a obra completa de “Viagem espírita em 1862” no site da KARDECPEDIA.

21. Instruções práticas sobre as manifestações espíritas

Resumo: Contendo a exposição completa das condições necessárias à comunicação com os Espíritos e os meios de desenvolver nos médiuns a faculdade mediatriz.

Trata-se da primeira tentativa de um vocabulário espírita – cerca de 160 verbetes – realizada pelo próprio Allan Kardec. Notável quadro sinótico da nomenclaruta espírita. Lançada em 1858 (O Livro dos Espíritos data de 1857) esta é, em ordem cronológica, a segunda obra da Codificação. Onze capítulos, dedicados aos médiuns e estudiosos da mediunidade. Obra esquecida que Jean Mayer, o grande sucessor de Kardec, redescobriu em 1923. Trabalho de síntese, em que a didática do professor Rivail se faz extraordinariamente sentir, revelando-se uma apostila endereçada às Escolas de Médiuns.

Acesse a obra completa de “Instruções práticas sobre as manifestações espíritas” no site da KARDECPEDIA.

22. Resumo da lei dos fenômenos espíritas

Resumo: Exposição sumária do Espiritismo prático, cujo percurso vai da natureza dos Espíritos às reuniões espíritas, passando pelas manifestações dos Espíritos e pelo papel dos médiuns.

Acesse a obra completa de “Resumo da lei dos fenômenos espíritas” no site da KARDECPEDIA.

23. Catálogo racional de obras para se fundar uma biblioteca espírita

Resumo: O Catálogo racional de obras para se fundar uma biblioteca espírita, foi o último trabalho original publicado pelo fundador do Espiritismo. O Catálogo racional é fundamental para todos os que desejam aprofundar-se nos estudos da doutrina, pois contém a indicação de cerca de 200 livros, todos classificados criticamente por Allan Kardec, permitindo-nos penetrar mais profundamente em seus pensamentos e na literatura espírita.

No Catálogo são relacionadas as obras fundamentais da doutrina espírita, outras complementares (música, poesia, desenho) e outras de oposição ao Espiritismo naquela época, demonstrando que Kardec não as temia, tal a sua convicção quanto à doutrina que se dispôs a codificar.

Acesse a obra completa de “Catálogo racional de obras para se fundar uma biblioteca espírita” no site da KARDECPEDIA.

Veja também:

A biografia de Allan Kardec escrita enquanto encarnado na França

Este é um projeto: IDEAK | KARDECPEDIA | KARDECPlay | KARDECBooks


Veja todas as edições do KARDEC News aqui. Textos cuidadosamente selecionados da Revista espírita. Todo mês, um novo KARDEC News para você.