As provas e a vida

Somos nós que escolhemos as provas pelas quais passamos na vida?

*Resposta de Cosme Massi na liveLeis Naturais e a verdadeira felicidade” promovida pela Associação Espírita Paulo e Estevão, em 09/11/2020.

Transcrição de Rui Gomes Carneiro.


A escolha das provas é feita pelo Espírito antes de encarnar. As provas e expiações são por ele escolhidas; essa é a regra geral, havendo pouquíssimas exceções, em que alguma prova ou expiação é imposta.

Em geral, depois que desencarna, o Espírito, já velho, com muitas existências e bastante experiência, chega ao mundo espiritual e, após assumir toda a sua personalidade, formada em suas diversas existências, ele está apto a fazer suas escolhas, geralmente orientado pelo seu anjo guardião e por Espíritos amigos. Ele sabe onde precisa melhorar, por que provas precisa passar, que expiações precisa enfrentar; é ele quem escolhe essas provas!

É claro que as provas, por serem provas, e as expiações, por serem expiações (consequências do mal que foi praticado) vão exigir do indivíduo determinado esforço para vivenciá-las adequadamente. Aí entra o contexto material das paixões que ele carrega consigo, os interesses que ele enfrenta na Terra, os vícios morais como inveja, ciúme, raiva, ódio, mágoa, orgulho, egoísmo: essas serão as suas principais dificuldades. São esses desequilíbrios morais que levam o indivíduo a fracassar nas provas e expiações.

Quando o indivíduo se entrega ao seu egoísmo, quando se entrega à sensualidade, ao prazer imediato em detrimento daquilo que é moralmente mais respeitável, ele esbarra nos principais empecilhos para que ele passe nas provas, vença as expiações, e repare o mal que tiver feito.

Mas ele já sabia de tudo isso ao escolher as provas! Ele já sabia as dificuldades interiores que teria que enfrentar, já sabia de suas paixões, das tentações que sofreria naquele contexto de provas e expiação. Nada lhe foi imposto sem seu consentimento! A escolha das provas é feita pelo Espírito antes de encarnar.

E mais ainda: diz Kardec que todas as vezes que a pessoa dorme (é um erro, mas muita gente pensa que vive só no corpo quando está encarnado) ela se liberta parcialmente do corpo, e passa, todos os dias, seis, sete, oito horas na erraticidade, tendo chance de conversar com seu anjo guardião, com Espíritos amigos, lembrando das provas escolhidas. Ou seja, não se pode alegar que “não, daquele contexto da prova eu não sabia…”, pois aquele contexto foi escolhido. A pessoa sabia das próprias dificuldades que enfrentaria, e sabia que contaria com a ajuda de seu anjo guardião, que, solicitado pela prece, viria ajudá-lo.

Daí a importância do conhecimento da doutrina espírita, que permite que compreendamos os mecanismos do desenvolvimento espiritual, a razão dos nossos sofrimentos, dos nossos problemas, o porquê das provas e expiações!

O Espiritismo nos ensina a importância de estarmos sempre em contato com os bons Espíritos, que nos incentivam, nos sugerem caminhos adequados a seguir, e nos ajudam a suportar as provas e expiações que escolhemos.

Mas chegar aqui, entregar-se aos vícios morais e depois não ter tranquilidade para enfrentar as próprias escolhas, começando a reclamar que “não, está muito difícil, não aguento…”, isso não vai ajudar em nada e, também, não vai suspender os compromissos assumidos! A pessoa fez a sua escolha antes de reencarnar, e Deus a aprovou porque sabia que, se houvesse algum esforço, ela daria conta de superar.

Mas é claro que muitas vezes preferimos nos entregar aos vícios do passado, encarnação após encarnação, sem fazer qualquer esforço. Os Espíritos vão dizer em “O Livro dos Espíritos” que o que nos falta é vontade. E eles afirmam:

“Quão poucos de vós fazem esforços!”

Nós nos acomodamos nos vícios, nos apegamos a eles, e depois reclamamos que as provas estão difíceis demais! Ignoramos os compromissos, ignoramos o anjo guardião, nos consideramos cristãos e ignoramos o Cristo, sem perceber que, no fundo, nos entregamos ao “homem velho” do passado.


*Observação. O texto acima foi retirado de uma exposição de viva voz. Como todo ensino oral, esta colocação pode não ser tão rigorosa com os sentidos das palavras, por efeito da proximidade entre as pessoas que conversam. É preciso, por isso, considerar que as definições dadas podem ser provisórias, e que alguns termos são usados em sentido figurado. Em todo caso, o fundo da mensagem não deixa equívocos.


Cosme Massi é Físico, Doutor e Mestre em Lógica e Filosofia da Ciência pela UNICAMP. Foi professor, pró-reitor e diretor de diversas universidades no Brasil. Ganhador do Prêmio Moinho Santista em Lógica Matemática. Escritor, palestrante e estudioso das obras e do pensamento de Allan Kardec há mais de 30 anos. Idealizador do IDEAK (Instituto de Divulgação Espírita Allan Kardec) e da KARDECPEDIA, plataforma grátis para estudos das obras de Allan Kardec. Reúne mais de duzentas aulas de Espiritismo na plataforma KARDECPlay.


E então, já conhece e estuda com o KARDECPlay?

 O KARDECPlay é o Netflix de Kardec. São centenas de vídeos para estudar Espiritismo, com o pensamento e a obra de Allan Kardec;

 Toda semana vídeos novos na plataforma;

Canal no YouTube com resumos gratuitos de 1 a 2 min de cada videoaula;

 Estude 24h/dia onde e quando quiser;

Todo o valor arrecadado é investido na divulgação da doutrina espírita para o Brasil e o mundo.

Agora você pode estudar as videoaulas via App direto no seu celular. Disponível para download em iOS na App Store e para Android no Google Play. Clique no link para baixar:

Baixe VIDEOAULAS com o aplicativo de estudos KARDECPlay.
Baixe VIDEOAULAS com o aplicativo de estudos KARDECPlay.

Participe de nossa missão de levar Kardec para todo o mundo!


Todos os nossos produtos são criados para estudiosos da Filosofia Espírita e baseiam-se nas obras e pensamento de Allan Kardec. Todos os valores arrecadados são destinados ao IDEAK (Instituto de Divulgação Espírita Allan Kardec).

Este é um projeto:  IDEAK |  KARDECPEDIA  |  KARDECPlay  |  KARDECBooks