A renúncia é sempre meritória?

*Resposta de Cosme Massi na live “A verdadeira propriedade para o Espiritismo”, proporcionada como palestra pelo Centro Espírita Caminheiros do Bem de Auriflama (SP), transmitida e registrada pela RAETV — Rede Amigo Espírita TV.

Transcrição de Rui Gomes Carneiro.


Se a pessoa tem recursos materiais para desfrutar de uma vida prazerosa, e renuncia aos prazeres para beneficiar uma outra pessoa, essa ação tem mais mérito que a de alguém que não goza porque alguma coisa o impede: ou falta de recursos, ou dificuldades sociais, do corpo físico ou dificuldades legais. O mérito não está em não desfrutar de algo; está em renunciar voluntariamente em benefício de outro.

Pois só há virtude quando a escolha é voluntária. Ninguém que renuncia a um gozo a benefício de outro será virtuoso se não o fizer por vontade própria. Se ele foi obrigado a renunciar, ou se ele foi impedido de gozar, isso não é atitude virtuosa. A atitude virtuosa pressupõe a vontade, o desejo sincero de fazer o melhor uso possível daquele recurso, em benefício do maior número de pessoas.

Então, aquele que deixa de gozar impedido por alguma coisa, ou seja, aquele que não o faz unicamente por abnegação e por renúncia, é menos evoluído espiritualmente.

Porque ele não está voluntariamente renunciando a recursos em benefício do outro, como faz aquele que não desfrutou por decisão voluntária, abnegada, com renúncia voluntária, a benefício do próximo.

Essas são situações distintas. Para ser virtuoso é preciso que, mesmo tendo todas as possibilidades de usar os recursos egoisticamente, se desista de desfrutar do benefício em favor de outros.

Esse é o sentido da virtude. Toda virtude envolve esse esforço voluntário de pensar no outro, mesmo em detrimento de si mesmo!

— Continue estudando com Cosme Massi este tema fascinante das virtudes!


*Observação. O texto acima foi retirado de uma exposição de viva voz. Como todo ensino oral, esta colocação pode não ser tão rigorosa com os sentidos das palavras, por efeito da proximidade entre as pessoas que conversam. É preciso, por isso, considerar que as definições dadas podem ser provisórias, e que alguns termos são usados em sentido figurado. Em todo caso, o fundo da mensagem não deixa equívocos.


Cosme Massi é Físico, Doutor e Mestre em Lógica e Filosofia da Ciência pela UNICAMP. Foi professor, pró-reitor e diretor de diversas universidades no Brasil. Ganhador do Prêmio Moinho Santista em Lógica Matemática. Escritor, palestrante e estudioso das obras e do pensamento de Allan Kardec há mais de 30 anos. Idealizador do IDEAK (Instituto de Divulgação Espírita Allan Kardec) e da KARDECPEDIA, plataforma grátis para estudos das obras de Allan Kardec. Reúne mais de duzentas aulas de Espiritismo na plataforma KARDECPlay.


E então, já conhece e estuda com o KARDECPlay?

 O KARDECPlay é o Netflix de Kardec. São centenas de vídeos para estudar Espiritismo, com o pensamento e a obra de Allan Kardec;

 Toda semana vídeos novos na plataforma;

Canal no YouTube com resumos gratuitos de 1 a 2 min de cada videoaula;

 Estude 24h/dia onde e quando quiser;

Todo o valor arrecadado é investido na divulgação da doutrina espírita para o Brasil e o mundo.

Agora você pode estudar as videoaulas via App direto no seu celular. Disponível para download em iOS na App Store e para Android no Google Play. Clique no link para baixar:

Baixe VIDEOAULAS com o aplicativo de estudos KARDECPlay.
Baixe VIDEOAULAS com o aplicativo de estudos KARDECPlay.

Participe de nossa missão de levar Kardec para todo o mundo!


Todos os nossos produtos são criados para estudiosos da Filosofia Espírita e baseiam-se nas obras e pensamento de Allan Kardec. Todos os valores arrecadados são destinados ao IDEAK (Instituto de Divulgação Espírita Allan Kardec).

Este é um projeto:  IDEAK |  KARDECPEDIA  |  KARDECPlay  |  KARDECBooks